Galeria Julia Paiva

Humana. Diabética. Branca. Nasci na Rocinha (RJ). Mãe, nordestina, técnica de enfermagem. Pai, nordestino, cozinheiro. Odeio normalidades. Odeio héteros, mas convivo. Questiono tudo que eu faço ou deixo de fazer. Bem, a vida me ensinou a desenhar, pintar, esculpir, a fazer múltiplas coisas que não me deixem louca nesse mundo humano.

Cabelo azul com a gata tricolor.

Obra 1
“Diálogos do Antropoceno – Depressão.”
2020
Aquarela e nanquim
“Já parou para pensar em como os ‘animais’ que te cercam veem o mundo? E como te olham? Às vezes eu me perco em pensamento de que com certeza meus gatos olham para a nossa espécie como acumuladora de tralhas que não têm muita utilidade, depilados, braçudos e pernudos, olhos enormes cheios de curiosidade. Solitários. Barulhentos. Péssimos ouvintes. O ouvir que eu falo (falo bastante) é o ouvir outra espécie que não seja nós mesmos. O planeta Terra não é só de humanos, talvez eu esteja cansada de ouvir SÓ humanos”.

Vestida de galinha com os dois gatos.

Obra 2
“Diálogos do Antropoceno – Monstro?”
2020
Aquarela e nanquim
“Já parou de mostrar a sua superioridade humana hoje? Vivemos presos como os “animais” que nos cercam. Somos prisioneiros (cheios de privilégios) na mesma cela, aprenda a dialogar com quem convive com você e eu não estou falando de outros humanos, não se perca no pensamento de se achar o único ser vivo sofrendo. As línguas são diferentes, apenas isso”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s